Nos últimos anos, os avanços contínuos na tecnologia na internet móvel e fixa, revolucionaram as nossas vidas de várias formas. Hoje, a Internet das Coisas oferece conectividade à rede aos nossos objetos do dia-a-dia, permitindo-lhes enviar e receber uma infinidade de dados. Até o final desta década, cerca 50.000 milhões de equipamentos (incluíndo computadores, melhores telemóveis e outros dispositivos móveis) estarão conectados à Internet.

E se aplicarmos esta tecnologia aos elevadores que se tornam inteligentes?

Pois bem, parece que os elevadores inteligentes, aos poucos, vão chegando graças a pequenas implementações tecnológicas que os tornam elementos mais úteis, eficientes ou confortáveis. Os elevadores crescem e evoluem para se adaptarem às novas necessidades de todos os utilizadores, utilizando sempre a mais recente tecnologia para proporcionar mais segurança e serviços a quem os utiliza.

Algumas das tendências do setor dos elevadores

● Seleção do destino

A maioria das tecnologias que estão a ser instaladas para desenvolver elevadores inteligentes têm como objetivo aumentar a sua eficiência, aumentar a sua velocidade e reduzir seu consumo. Um exemplo disto é a nova geração de botões digitais que, não apenas incluem os botões de aumentar ou diminuir, obrigando-nos também a determinar com antecedência para que andar vamos, de modo a fazer uma distribuição mais eficiente das viagens, e de acordo com os elevadores disponíveis.

Deste modo, estes elevadores inteligentes podem redistribuir melhor os recursos disponíveis para evitar, na medida do possível, as incómodas paragens intermediárias quando se trata de elevadores instalados em grandes edifícios ou com alta frequência de utilizadores.

● Manutenção preditiva

A redução e extensão dos processos de sensorização e o envio de dados em tempo real para os centros de serviço, tornou a manutenção preditiva uma realidade. Assim, os elevadores podem ser inteligentes porque em vez da ocorrência de um incidente, chamar um técnico e solicitar posteriormente a sua reparação, os atuais sistemas informáticos permitem o controlo em tempo real do estado dos diferentes mecanismos que os compõem e antecipam possíveis falhas e implicações decorrentes.

Da mesma forma, graças a tecnologias como realidade aumentada, já é possível até reparar os sistemas e controlar quais falhas estão a ocorrer sem a necessidade de ter um especialista naquela zona para verificar o elevador pessoalmente. Desta forma, o pedido pode ser feito a outro técnico que já esteja por perto para proceder à sua reparação.

● Extensão do elevador inteligente

As novas tecnologias de comunicação também contribuirão para a experiência do utilizador. Por exemplo, os elevadores terão uma ligação à Internet, tanto para o utilizador como para a própria máquina, para que esta se adapte instantaneamente às condições atmosféricas externas.

Todas estas tecnologias já estão a ser aplicadas e a sua eficácia foi comprovada. Nos próximos anos, veremos como novos desenvolvimentos surgirão nesse sentido para promover elevadores inteligentes. À medida que a tecnologia se espalha e, portanto, o seu uso seja democratizado pela redução de preços, os elevadores inteligentes irão tornar-se uma realidade cada vez mais comum à nossa volta.