Partilha nas redes sociais

Se tem em desenvolvimento um projeto de construção civil onde está previsto um espaço para elevador, vale a pena olhar uns minutos para este artigo. Nele estão compilados alguns dos pontos essenciais a levar em consideração nos elevadores para prédios ou moradias.

elevadores-para-predios

 

As acessibilidades são, atualmente, uma das grandes preocupações na construção ou reabilitação de edifícios. Os profissionais de construção civil necessitam de estar preparados para dar uma resposta eficiente e rápida a estes pedidos. Entre estes equipamentos, o elevador é a solução mais procurada para prédios e mesmo para habitações particulares (onde os homelifts são um verdadeiro sucesso).

Para tal, é importante:

  • O estudo dos critérios principais a serem levados em consideração nos elevadores para prédios;
  • A procura de fornecedores nesta área, que disponibilizem o suporte especializado necessário.

A caixa de alvenaria

A caixa do elevador é o espaço fechado onde este circula, sem perigo de contacto com o meio envolvente.

Quando a sua construção se faz em alvenaria, significa que as 4 paredes da caixa são em tijolo ou betão. Tipicamente, tem de exisitir pelo menos uma parede resistente, à qual são fixos os elementos estruturais do elevador (guias, motor ou pistão, etc.).As restantes paredes, não estruturais, poderão ser de tijolo ou até de materiais menos resistentes (por exemplo, pladur).

A superfície interior da caixa deve ser lisa, evitando-se saliências que dificultem a deslocação do equipamento a ser colocado ou que coloquem em perigo os técnicos quando estes fazem trabalhos no interior da caixa. As paredes, do lado interior devem ser pintadas de cor clara, e a sua superfície não deve libertar poeiras.

A caixa de alvenaria deve, ainda, ter um espaço no topo para ventilação e o seu interior deve ser iluminado.

No piso inferior não pode ser esquecido o espaço suficiente para a colocação de poço. Os elevadores residenciais eliminam, quase por completo, esta necessidade.

A impermeabilização

Por regra, os fossos dos elevadores são localizados em áreas subterrâneas, sujeitas a humidade, pelo que é muito importante a correta impermeabilização. Não é permitida a existência de água no fosso dos elevadores, e a sua presença pode danificar alguns dos componentes elétricos e mecânicos aí instalados.

A Liftech trabalha em parceria com as empresas de construção civil, de modo a poder apoiá-los durante toda a obra, dando resposta ao nível de:

  • Elaboração dos cálculos das reações exercidas no poço e na caixa do elevador;
  • Elaboração e entregas das plantas e alçados em autocad;
  • Fornecimento de todos os pormenores necessários para a realização das ombreiras das portas;
  • Elaboração, sem custo adicional, dos projetos de especialidade;

Além disso, a Liftech possui alvará de obras públicas, podendo apresentar soluções chave na mão em elevadores para prédios. Nestes projetos são conjugados os principais requisitos de engenharia, desenvolvimento e concretização de toda a obra.

Pretende obter mais informações sobre a instalação de elevadores em prédios ou habitações?

Confie na experiência e conhecimento especializado da Liftech. A nossa equipa poderá dar-lhe todo o apoio necessário à sua obra, desde o início do projeto até à construção da caixa de alvenaria e instalação do respetivo equipamento. Entre em contacto com a Liftech através do +351 229 432 830 ou info@liftech.pt

Outros artigos que lhe poderão interessar

Descubra os vários tipos de elevadores para casas/prédios Tem uma casa com escadas? Este artigo é para si. Os elevadores para casa são equipamentos indispensáveis para quem tem idosos a morar consigo ou para ...
Procura empresas de elevadores para casa? Anda a pesquisar sobre o fornecedor de elevadores que possa ser mais ajustado às suas necessidades? Neste artigo damos-lhe alguns conselhos de como an...
Elevadores domésticos: As perguntas mais frequentes Se está à procura de uma solução para ultrapassar os degraus de uma casa, os elevadores domésticos podem ser a resposta para as suas dúvidas. Neste ar...